Comissões

A ABRASIP-MG promove a intermediação entre os profissionais de sistemas prediais e empresas do mercado. As comissões são formadas por membros da Associação a fim de abrir espaço para a participação de associados em decisões relevantes para o cenário de Sistemas Prediais em Minas Gerais.

Atuante desde agosto de 2013, a Comissão Técnica de Relacionamento com a Cemig da Abrasip-MG tem por objetivo defender os interesses das empresas associadas e a consequente aplicação da boa técnica, valorização na atuação dos sistemas prediais no mercado da construção civil e seus correlatos nos procedimentos estabelecidos e controlados pela concessionária.

A comissão conta com a participação dos engenheiros Breno Assis, da Viabile Planejamento e Projetos e atual coordenador do grupo; Ítalo Batista, da Proerg Engenharia e Projetos; Carlos Alexandre de Freitas Jorge, da Lumens Engenharia; e Alexandre Souza, da Projelet ECOM. O grupo conta, ainda, com a colaborações de outros associados, em situações específicas.

Segundo Assis, o estreitamento do relacionamento entre a Abrasip-MG e as concessionárias de serviços públicos sempre esteve presente nas discussões entre os associados. “A alta rotatividade dos cargos por vezes prejudicou o contato contínuo com as concessionárias, mas estamos criando alternativas para contornar esta questão”, explica.

Ao longo do tempo, diversas ações foram implementadas, sendo o principal destaque a revisão das Normas de Distribuição da concessionária, emitida em agosto de 2015, que contou com a participação determinante da Comissão Técnica na formulação de práticas, sugestões de novos procedimentos e exclusão de itens considerados nocivos às instalações. Assis explica que, atualmente, a Comissão vem desenvolvendo os seguintes assuntos:

  • Acompanhamento constante de pendências das empresas associadas em relação à aprovação de projetos;
  • Centralização do contato entre as empresas associadas e a concessionária;
  • Ênfase na informatização dos processos por parte da concessionária;
  • Aplicação de procedimentos mais racionais, separação de fases e exigências pertinentes a projetos, principalmente aqueles exclusivos na fase de obras;
  • Sugestão constante de melhorias técnicas em seus regulamentos.
 15/03/2018

Criada em novembro de 2018, a Comissão BIM tem o objetivo de informar e orientar os associados da Abrasip-MG sobre os conceitos, questões técnicas, comerciais, ações e tendências no desenvolvimento de projetos de engenharia de sistemas prediais utilizando as ferramentas BIM. Os engenheiros Carlos Alexandre, da LUMENS Engenharia, Gustavo Campolina, da NC2 Engenharia, Thais Ribeiro, da Themã Engenharia Projetos e Sistemas Ltda, Weber Carvalho, da Projelet ECOM, Anielo Camarano, da Suporte Projetos de Engenharia e Fabrício Lima, da Eficácia Projetos e Consultoria estão à frente do grupo.

Carlos Alexandre destaca algumas conquistas da Comissão BIM. “Criamos um “alerta” para que os associados tenham conhecimento sobre a elaboração de projetos em BIM, seguindo as recomendações normativas e organizacionais para a obtenção de ganhos efetivos na utilização do sistema; apresentamos condições comerciais para a aquisição de softwares BIM e divulgamos para os associados o cronograma de eventos sobre o assunto em 2019. Além disso, a Comissão BIM está apoiando a 2° edição do SeBIM MG, no dia 26 de junho, com o tema “BIM na construção 4.0 – onde estamos e aonde queremos chegar”.

Para Carlos Alexandre, é imprescindível que os associados e o mercado saibam sobre a importância da Comissão BIM, uma vez que trata de assuntos relevantes para o segmento e sociedade geral. “Atendemos às demandas e expectativas dos associados em relação ao BIM; falamos sobre os movimentos do Poder Público e o seu estabelecimento de decretos e legislações regulamentando ou exigindo o uso de BIM em trabalhos para o setor; divulgamos e discutimos a evolução dos trabalhos em BIM no meio acadêmico e sinalizamos abordagens da ferramenta que sejam interessantes para o mercado”.

Atualmente, de acordo com Carlos Alexandre, a Comissão BIM está realizando as seguintes ações: “uma pesquisa com os associados, escritórios e clientes para identificar onde a engenharia está e quais as expectativas com relação ao uso do BIM; participação em eventos acadêmicos e de mercado sobre o BIM, visando a integração com o segmento e o amadurecimento das informações; levantando custos de implantação do BIM nas empresas; identificando escopos já exigidos para projetos em BIM por clientes diversos e mapeando os estágios de evolução do BIM em outras associações, como a ASBEA e a ABECE, por exemplo”, enumera.

Para os próximos anos, Carlos Alexandre destaca algumas expectativas: “Espero que a Comissão BIM cumpra efetivamente os seus objetivos para contribuir com os associados e com o mercado no desenvolvimento e amadurecimento de implantação dessa nova plataforma de trabalho nas empresas de engenharia”, finaliza.

15/03/2019

Criada no primeiro semestre de 2018, a Comissão ABNT tem o objetivo de encontrar recursos para que os associados ABRASIP-MG possam participar ativamente da elaboração ou revisão de normas de instalações prediais. Os engenheiros Normando Alves, da Termotécnica Para-raios, Marcelo Almeida, da MTA Projetos, Rodrigo Cunha, da Agência Energia e Henrique Naime, da NC2 Engenharia e Consultoria LTDA estão à frente da iniciativa, que trata sobre todos os assuntos que sejam relacionados às instalações prediais, como elétrica, hidráulica, SPDA, aquecimento solar, telecomunicações, entre outros.

Alves fala sobre algumas conquistas da Comissão ABNT. “Conseguimos uma relação de normas que sejam do interesse dos associados, com a finalidade de acompanhar e ficar mais atentos às mudanças com relação a essas diretrizes e seus impactos no segmento da engenharia. Além disso, conquistamos uma importante parceria com o SEBRAE, em que contamos com a boa infraestrutura do local para nossas reuniões, como o encontro sobre a NBR5419 no segundo semestre de 2018”, conta.

De acordo com Alves, é importante que os associados da Abrasip-MG participem da revisão das normas técnicas. “Não podemos ser apenas coadjuvantes, mas sim protagonistas. São inúmeras as vantagens de ter envolvimento com as normas e suas atualizações, como a interação com profissionais de outras regiões, que por vezes padecem dos mesmos males que nós, conhecemos melhor nosso mercado e concorrentes, obtemos informações estratégicas antecipadas e privilegiadas, aumentamos a visibilidade dos nossos negócios, mostramos competências, vislumbramos novas parcerias e entendemos as razões de algumas exigências terem um cunho mais cultural e não técnica. Também não podemos esquecer: saímos da nossa zona de conforto ao propor novos desafios”, enumera.

Para os próximos anos, Alves destaca algumas expectativas. “O objetivo inicial da comissão era viabilizar a participação dos associados em reuniões virtuais sobre as diversas normas. Apesar do número ainda ser baixo, esperamos que ele cresça cada vez mais. Para isso, contamos com o apoio da Abrasip-MG, sua presidência, diretoria e demais associados para divulgarem e estimularem suas empresas a participarem da revisão das normas. Daqui pra frente a função da comissão se resume a ficar atenta às revisões de outras regulamentações, contribuindo com a divulgação junto aos associados”, finaliza.

15/03/2019

Promovido pela Associação Brasileira de Engenharia de Sistemas Prediais (Abrasip-MG), o Seminário de Atualização Tecnológica, já em sua 13ª edição, tem como objetivo fomentar o debate em torno das transformações pelas quais vem passando a engenharia de sistemas prediais e suas implicações no mercado. Neste sentido, desde 2003, ano do primeiro SAT, a programação é cuidadosamente elaborada, sempre trazendo apresentações de casos de sucessos de empresas do setor e soluções em inovação e tecnologia, que podem contribuir para elevar a qualidade dos projetos.

Atualmente a comissão do SAT é composta pelos membros da diretoria da Abrasip-MG Carla De Paula Amaral Macedo, vice-presidente de Atividades Técnicas e diretora executiva da JVP Projetos e Consultoria, Fernando Emídio Rodrigues Gomes, vice-presidente administrativo e financeiro e sócio-diretor da EMID Engenharia, do engenheiro civil Raphael Brasil, além dos associados Erika Esteves Lasmar, da Esteves Lasmar Engenharia e Consultoria e Henrique Nemes, da NC2 Engenharia. O grupo tem a única missão de organizar o evento e a cada ano é renovado com novos integrantes.

Todos os anos pesquisadores e profissionais da área são convidados a dar palestras, com o objetivo de apresentar as novidades do setor e intensificar as discussões em cima de algum tema em voga no mercado. Segundo Lasmar, o SAT foi criado com objetivo de acompanhar as mudanças advindas do rápido desenvolvimento tecnológico na engenharia de sistemas prediais. “Os fabricantes apresentam novos produtos que otimizam tempo e recursos nas construções, as normas são atualizadas constantemente, visando a melhor adequação dos projetos e das obras, de acordo com suas necessidades. As palestras trazem essas novidades aos participantes do evento”, diz.

Para Lasmar, a preocupação da Abrasip-MG, na organização do SAT, é impulsionar discussões que levam a melhoria da qualidade de vida através das normas, pois leva mais segurança e melhores condições no trabalho. “Buscamos, entre os membros da comissão, distribuir e facilitar a preparação das atividades antes do Seminário. A divisão de tarefas é feita conforme a disponibilidade e habilidade de cada membro, além de evitar a sobrecarga de trabalho para apenas uma só pessoa ou empresa”, pontua.

22/09/2016

No último dia 26 de fevereiro, a Abrasip-MG, em parceria com a Câmera Mineira de BIM e apoio do Sebrae, participou do 2º Encontro EABIM – Encontro Acadêmico de BIM de Minas Gerais. Com o objetivo de discutir planos estratégicos para a aplicação do BIM na academia, o evento reuniu os representantes das instituições Anima Educação, CEFET-MG, Estácio de Sá, FEPI – Centro Universitário de Itajubá, FUMEC, IETEC, IFSULDEMINAS – Pouso Alegre, Izabela Hendrix, PUC Minas, UNA Divinópolis, UNIBH, UNIFEMM e Uni horizontes.

Para representar a Abrasip-MG, estavam presentes o vice-presidente de Atividades Técnicas Henrique Naime, a vice-presidente de Comunicação Carla Macedo, o gestor da Comissão de BIM Carlos Alexandre de Freitas Jorge e a gestora da Comissão Acadêmica Cristina Luiza Bráulio. O evento aconteceu no auditório do Sebrae Minas, na Av. Barão Homem de Melo, 329 – Nova Granada, Belo Horizonte.

Para Bráulio, as associações ligadas à área da engenharia, a exemplo da ABRASIP-MG e o seu comitê de BIM, podem atuar como vias complementares na medida em que oferecem cursos, treinamentos e seminários nas universidades. “É preciso incrementar a sinergia entre os profissionais, docentes, alunos e o mundo dos negócios, abrindo as portas para as parcerias. Certamente, as academias do futuro são aquelas completamente alinhadas às tendências de mercado, que incentivem a criatividade, o empreendedorismo e proporcionem oportunidades que vão além do pensamento técnico. Nesse sentido, os professores devem caminhar ao encontro dos alunos, acompanhando as transformações tecnológicas e cativando-os ao oferecer uma educação sólida. Sem sombra de dúvidas, através do EABIM, damos um passo importante para a compreensão do BIM e sua aplicação na engenharia de Sistemas Prediais”, pontua.

De acordo com Macedo, o EABIM foi um momento importante para alinhar as necessidades das universidades e profissionais presentes na ocasião com a expectativa de aplicação do BIM na academia e consequente melhoria nas práticas de mercado. “Montamos grupos com cada universidade para identificar os pontos que precisam ser melhorados em relação ao BIM. Minha expectativa é bem positiva e desejo que o encontro se torne parte do calendário anual dos engenheiros, arquitetos, docentes e universitários. Temos que ter em mente que o BIM não é mais o futuro, mas sim o presente. Com a consciência de que essa ferramenta é uma realidade inadiável, os professores perceberam a urgência de levar o conceito para as salas de aula. Entendo que a parceria será fundamental para as academias, pois conseguimos levar o conhecimento do BIM aos alunos. Em contrapartida, teremos profissionais preparados para usar a tecnologia com eficiência. Todos saem ganhando”, diz.

Segundo Alexandre, a demanda por trabalhos em BIM é cada vez maior no mercado da engenharia e arquitetura construtiva e as universidades não podem ignorar esse fato. “Os clientes já entendem que o BIM é um ganho e as empresas de consultoria e projetos vem se adaptando aos clientes que ao solicitarem um serviço já sabem como querem o produto, como ele deve ser elaborado, validado, medido e pago. Quando fechamos um contrato, por exemplo, muitas vezes não encontramos profissionais preparados com a realidade do BIM. Como as universidades entregam um ensino defasado sobre o tema, em muitos casos, vejo estudantes e recém-formados trabalharem de graça só para adquirir e complementar o conhecimento sobre a tecnologia. Se as escolas não se atentarem, os profissionais ficarão sem serventia no mercado. Além do ensino do BIM, gosto de falar que os professores também precisam fornecer o conhecimento de precificação do projeto. Vejo que muitos engenheiros e arquitetos não sabem fazer isso e o BIM, se for bem configurado, ajuda nisso”, afirma.

28/02/2019

 

Atuante desde agosto de 2013, a Comissão Técnica de Relacionamento com a Cemig da Abrasip-MG tem por objetivo defender os interesses das empresas associadas e a consequente aplicação da boa técnica, valorização na atuação dos sistemas prediais no mercado da construção civil e seus correlatos nos procedimentos estabelecidos e controlados pela concessionária.

A comissão conta com a participação dos engenheiros Breno Assis, da Viabile Planejamento e Projetos e atual coordenador do grupo; Ítalo Batista, da Proerg Engenharia e Projetos; Carlos Alexandre de Freitas Jorge, da Lumens Engenharia; e Alexandre Souza, da Projelet ECOM. O grupo conta, ainda, com a colaborações de outros associados, em situações específicas.

Segundo Assis, o estreitamento do relacionamento entre a Abrasip-MG e as concessionárias de serviços públicos sempre esteve presente nas discussões entre os associados. “A alta rotatividade dos cargos por vezes prejudicou o contato contínuo com as concessionárias, mas estamos criando alternativas para contornar esta questão”, explica.

Ao longo do tempo, diversas ações foram implementadas, sendo o principal destaque a revisão das Normas de Distribuição da concessionária, emitida em agosto de 2015, que contou com a participação determinante da Comissão Técnica na formulação de práticas, sugestões de novos procedimentos e exclusão de itens considerados nocivos às instalações. Assis explica que, atualmente, a Comissão vem desenvolvendo os seguintes assuntos:

  • Acompanhamento constante de pendências das empresas associadas em relação à aprovação de projetos;
  • Centralização do contato entre as empresas associadas e a concessionária;
  • Ênfase na informatização dos processos por parte da concessionária;
  • Aplicação de procedimentos mais racionais, separação de fases e exigências pertinentes a projetos, principalmente aqueles exclusivos na fase de obras;
  • Sugestão constante de melhorias técnicas em seus regulamentos.
19/09/2016
Newsletter

Cadastre-se! Fique por dentro das novidades da ABRASIP-MG e do mercado de Sistemas Prediais:

Siga-nos
Galeria